Arquivos do Blog

blânte ou paipe?

sacrifício matinal?

sendo a palavra mágica, o que importa é como a bendita é dita.
o sumo da palavra é o som que provoca; para ser mágica, abra-
com a dabra. se é que você me entende. como se a escrita depen-
desse de uma língua. e como pilotar sua própria cabeça, se não
cobrir a língua com o líquido e a fumaça certas? bombas, vírus,
falácias midiáticas nos atolando. encobrir-nos com carvalhos,
sair batendo em tudo que não se conhece? a informação vai chegar.

          definitivamente, me roubaram você, meu amor não pôde desenvolver,
          por pecado presumido, por conduta reprovável, por caos reinante;
          não sei a quem agradecer por ter a consciência que tenho agora.
          não é necessário agradecer pela consciência que se tem, nem mérito é.
          quiçá seja nossa evolução, e seja afinal, inevitável que surja.
          na dobradiça do tempo quimera, no espaço porto de infinitas desi-
          lusões, que seja nossa catástrofe inevitável acordar a nossa cons-

ciência, de abrir os olhos e enxergar, de abrir a boca e sorver.
querido século, não te revia a tempos. és vaga esperança de reen-
contro, desencontro tuas medidas a cada segundo, perco-te como
referência absoluta, te renego em instantes-máquina; vejo-te sem
reconhecer meu próprio rosto-espelho; quimera, quisera, outrora;
espaço-corpo e espaço-tempo tentam usurpar minha vã prática jardi-
nesca. nacos de cheiros, flores sem fim ao redor do sem-fim.

10,06,2012

Bukowski, Charles : the life of borodin

saudade

Bukowski, Charles:the life of borodin

[from Burning in Water Drowning in Flame:
Selected Poems 1955-1973 (1997), Black Sparrow Press]

the next time you listen to Borodin
remember he was just a chemist
who wrote music to relax;
his house was jammed with people:
students, artists, drunkards, bums,
and he never knew how to say: no.
the next time you listen to Borodin
remember his wife used his compositions
to line the cat boxes with
or to cover jars of sour milk;
she had asthma and insomnia
and fed him soft-boiled eggs
and when he wanted to cover his head
to shut out the sounds of the house
she only allowed him to use the sheet;
besides there was usually somebody
in his bed
(they slept separately when they slept
at all)
and since all the chairs
were usually taken
he often slept on the stairway
wrapped in an old shawl;
she told him when to cut his nails,
not to sing or whistle
or put too much lemon in his tea
or press it with a spoon;
Symphony #2, in B Minor
Prince Igor
On the Steppes of Central Asia
he could sleep only by putting a piece
of dark cloth over his eyes;
in 1887 he attended a dance
at the Medical Academy
dressed in a merrymaking national costume;
at last he seemed exceptionally gay
and when he fell to the floor,
they thought he was clowning.
the next time you listen to Borodin,
remember …

Tradução:

Da próxima vez que escutar Borodin
Lembre-se que ele era apenas um químico
que escreveu música para relaxar;
a casa era invadida pelas pessoas:
estudantes, artistas, bêbados, vagabundos,
e eles nunca sabiam como dizer: não.
a próxima vez que escutar Borodin
lembre que a esposa dele usou suas composições
para alinhar as caixas do gato
ou cobrir jarras de leite coalhado;
ela tinha asma e insônia
e alimentava-se com ovos mau cozidos
e quando ela queria cobrir a cabeça
para fechar-se aos sons da casa
só permitia-o usar um lençol fino;
sempre havia alguém perto
da cama
(eles dormiam separados, quando dormiam,
é tudo)
e desde então, em todas as cadeiras
que sentavam
ele dormia frequentemente na escada
enrolado num velho xale;
ela conversava enquanto cortava suas unhas,
não cantava ou jogava cartas
nem punha muito limão no chá
ou pressionava-o com uma colher;
Sinfonia #2, em B Menor
Príncipe Igor
Nas Estepes da Ásia Central
ele só conseguia dormir colocando um pedaço
de pano escuro sobre os olhos;
em 1887 uma dançarina lhe chamou a atenção
na Medical Academy
vestida numa fantasia regional de foliã;
ao menos deu-lhe a impressão de ser excepcionalmente alegre
e quando ele caiu ao solo,
pensaram que ele estava brincando.

Da próxima vez que escutar Borodin,
Lembre-se…

Traduzido por Hilam A na Grama

Charles Bukowski – nobody can save you but yourself

Relógio

Relógio

nobody can save you but
yourself.
you will be put again and again
into nearly impossible
situations.
they will attempt again and again
through subterfuge, guise and
force
to make you submit, quit and/or die quietly
inside.

nobody can save you but
yourself
and it will be easy enough to fail
so very easily
but don’t, don’t, don’t.
just watch them.
listen to them.
do you want to be like that?
a faceless, mindless, heartless
being?
do you want to experience
death before death?

nobody can save you but
yourself
and you’re worth saving.
it’s a war not easily won
but if anything is worth winning then
this is it.

think about it.
think about saving your self.

Tradução:

ninguém pode salvá-lo,
a não ser você mesmo.
será colocado, por vezes e vezes,
em situações quase impossíveis.
tentarão, por vezes e vezes,
todos os subterfúgios, forma e
força
que façam-no ceder, desistir e/ou morrer por dentro,
calmamente.

ninguém pode salvá-lo,
a não ser você mesmo.
e será fácil suficiente cair,
muito fácil.
mas não caia, não caia, não.
apenas assista-os.
escute-os.
você quer ser como eles?
seres sem face, sem mente,
sem coração?
quer saber o que é morrer
antes de morrer?

ninguém pode salvá-lo,
a não ser você mesmo.
e você merece ser salvo.
é guerra que não se ganha facilmente
mas, se é que haja vitória merecida,
então esta é.

pense sobre isso.
pense sobre salvar sua alma.

traduzido por Hilam A na Grama

Charles Bukowski – Roll the dice

bukowski018

roll the dice

if you’re going to try, go all the
way.
otherwise, don’t even start.

if you’re going to try, go all the
way.
this could mean losing girlfriends,
wives, relatives, jobs and
maybe your mind.

go all the way.
it could mean not eating for 3 or 4 days.
it could mean freezing on a
park bench.
it could mean jail,
it could mean derision,
mockery,
isolation.
isolation is the gift,
all the others are a test of your
endurance, of
how much you really want to
do it.
and you’ll do it
despite rejection and the worst odds
and it will be better than
anything else
you can imagine.

if you’re going to try,
go all the way.
there is no other feeling like
that.
you will be alone with the gods
and the nights will flame with
fire.

do it, do it, do it.
do it.

all the way
all the way.

you will ride life straight to
perfect laughter, its
the only good fight
there is.

Bukowski

Tradução

role os dados

se você vai tentar, vá com tudo.
senão, nem adianta começar.

se você vai tentar, vá com tudo.
isso deverá fazer você perder namoradas,
esposas, con-gêneres, trabalhos e
talvez sua mente.

mas vá com tudo.
talvez você não coma por 3 ou 4 dias.
talvez você congele, sentado na praça.
pode ser que seja preso,
pode significar derrisão,
escárnio,
isolamento.
isolamento é um grande presente,
tudo o mais são testes de sua resistência,
de quanto você realmente quer
interferir.
e você o fará
a despeito de qualquer rejeição, as piores probabilidades,
e você estará melhor do que ninguém poderia imaginar.

se vai tentar, vá com tudo..
não há outro sentimento quanto a isso.
você estará sozinho, com os deuses
e as noites queimarão como fogo.

vá, vá, vá.
faça.

com tudo
de cabeça.

você montará na vida, numa reta,
e aperfeiçoará a gargalhada;
e só haverá boa luta.”

Tradução: Hilam A na Grama

Leia mais:

the life of Borodin, Charles Bukowski

nobody can save you but yourself, Charles Bukowski

Poema de ninar para mim e Bruegel, Roberto Piva

Antinous, Roberto Piva

À deriva no rio da existência, Roberto Piva