EU não pertenço a esse mundo

“As árvores me ensinavam a
dançar no crepúsculo” (Roberto Piva)

nada acaba agora    amanhã tem mais
    tristeza e alegria
    vontade de viver e de morrer
    raiva descontrolada
    e amor urgente

amanhã tudo continua nuvens fotográficas
vento e chuva    ônibus lotado    gente
se batendo    se beijando    cara de pobre
pinta de rico    fugas planejadas    frio

nunca acaba que não existo sozinho
quando não mais houver hilam ainda deve
existir esgoto, sol, cerveja gelada
e não vou me abater nessa hora

"a vida é sofrida mas não vou chorar"
porque o sol inclemente secará as lágrimas
e não deixará testemunha ocular, no
prenúncio de mais um dia igual aos outros

mas difere da mesma forma que helios
nasce novo a cada dia e eu nunca mais
serei o mesmo de ontem...

24/10/2009
Anúncios

Sobre hilam

Ainda em processo de construção humana, mesmo com mais de 40 anos de idade...

Publicado em 14/04/2010, em Poesia. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: