Lembranças de um Rio de Janeiro

cristo contempla o rio

Vou anotar minhas primeiras lembranças:
parece que nunca gostei de tirar fotografia,
minha mãe me deu alguns caramelos de laranja
e chocolate para tirar fotos. Saí lambuzado.

era uma vizinhança atípica? várias crianças,
e adolescentes que cuidavam delas. início
das atividades sexuais, as maiores gostavam
de observar os pequenos em atitudes obscenas.

a despedida através da cerca de arame farpado:
ela era mulata e beijei-lhe a boca, disse
que voltaria pra ela. nem sequer sei seu
nome, e hoje, não quero voltar mais...

o apito da fábrica, a lama no terreiro,
a paçoca de amendoim que meu pai trazia,
ele trabalhava em madureira; os acessos
de tosse olhando para o telhado mal-iluminado.

Minha mãe trabalhava, meu irmão nasceu, meu
pai escutava Benito di Paula e Luiz Airão.
minha mãe nos levava à igreja e eu gostava
de escutar meu avô materno falar...

24/10/2009

Notícias atuais de Acari…

Anúncios

Sobre hilam

Ainda em processo de construção humana, mesmo com mais de 40 anos de idade...

Publicado em 31/12/2009, em Poesia e marcado como . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: