Virgem

Virgem

 

Não brinco com fogo. O risco da queimadura

é enorme: respiro pouco para complementar

teu nervosismo da hora: quero mais do que

suporta toda amabilidade, quero sugar você

 

 

como se, como se eu não tivesse outra alternativa.

Você pensando que fosse tudo, mas era pouco

mais que promessa; com você eu acreditava na

surpresa, mais uma falha. Fico boquiaberto,

 

 

queixo caído, quando só carinho tenho de ti,

e mesmo a pouca promessa particular, se é

para morrer, que seja agora. Voltar à realidade,

 

 

não sou eu quem espera: são teus embaçados

olhos que impulsionam meu querer e antes

que pudesse querer transpunhas qualquer

 

 

metáfora, supunhas que está tudo perfeito;

pois estás aqui comigo agora, por descuido,

descaso ou trejeito – não há como negar,

 

 

por mim acudam, estou perdido, exausto de

conquistar teus olhos, namorado de burlar

certas estatísticas fúteis…

 

 

 

03/02/2001

 

Anúncios

Sobre hilam

Ainda em processo de construção humana, mesmo com mais de 40 anos de idade...

Publicado em 24/09/2007, em Poesia. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: