¿ Misógino ?

Índia



	o amor me parece sempre (como um)
	uma invenção (ou descoberta?) da mulher.
	descortinamos vastos teoremas,
	a ciência nos dá um sabor
		de verdade atual;
	mas a mulher pensa a vida
		como o amor (que ela descobriu).

	nos intervalos entre evoluções
	vemos homens e mulheres
		rogarem a algum deus
		pela virtude paciente.
	¿ queiramos ser escravos ?
	o ódio à liberdade é coisa
	de humanos - cabras ou vacas,
		até os bois às vezes,
		preferem não estar sozinhos.

	e o medo à solidão é ao mesmo
	tempo o medo ao que há inato
		que é liberdade.
	por favor, não confunda 
		liberdade com libertinagem.

	o outro me pareceu mais seguro;
	disseram um alarme não-cuidadoso
	às vésperas de um dia 25.
	é expressionismo vulgar, perpetrar
	uma fuga planejada, embaixo
	deste lençol vermelho, azul.

	não há quem fuja da paixão,
	e o homem só-apaixonado não
		sabe o que dizer.
	não há quem não pregue a paz
	e faça uma guerra hodierna,
	contra ti mesmo, fazes
		tiroteio e morte
		à queima-roupa.

	amordaça-me, então, para não
	falar da morte e não
	viver a vida devagar como
		o tempo
		que é vento, rápido,
		préstimo, enclausurado
	numa imensa montanha de liberdade.


	¿ não há mais o que murmurar ?
	¿ ainda ouvirão as pétalas, caindo
		no desespero de 40°C ?
	não há porque desejar o possível,
		o círculo é um traçado,
		pis à frente do
		humilde triângulo.

Intervalo


	¿ por quê pensar matematicamente ?
		é convenção. decimal,
	minhas sensações são dez corpos,
	numerados numa seqüência ilógica.
		¿ serei prepotente ?
		¿ ou me rebelo ante
		a rebanha-multidão ?

	um abraço não significa ilusão,
	um abraço apertado é antes
	desejo de posse e desejo
	de cárcere privado. nunca
	nos contentaremos com o
	mínimo do pouco (mais ou menos)
		da vida-flerte que...
		¿ vivemos ?

	¿ há um objetivo qualquer na
	mente pensante - eu agora ?
	temos um longo cativeiro
	espiritual, que o corpo pede,
	suplica a presença imaterial,
	e o orgulho do nada
	rejeita uma sã virtude.

	eia! ¿ como chegaremos ?
	(se tivermos de chegar a
	algum lugar, algo ou fim,
	morramos absortos agora mesmo
	pois existir não é de todo
	fácil ou confortador.)

	¿ nunca olhamos o céu às 5 AM ?
	somos (sou) noturnos, obscuros,
	olfativos, até, se bem que
	uma ilusão ou sonho interrompido
	é muito prejudicial à semente,
	coronárea, sebácea, ¿ queiramos
	exalar o cheiro do espírito ?
	boquiaberte-se, ingênuo cego
	(talvez devesse dizer que ele
	não sente cheiro algum,
	tem um ouvido debilitado).

	dificilmente escutamos ou
	prestamos atenção ao meio
	que rodeia o momento mágico.

	por isso, precisamos pegar e
	ouvir do outro o amor e
		a amizade sempiterna;
	(que é bastante impossível)
	crermos no que tocamos é
	usual, ¿ mas saber que o
	que pensamos se determina ?

	não minta num dia nublado, se
	você tem medo de raios e
		castigos incongruentes;
	saiba um pouco da tua solidão,
	queira um pouco teu maior mal,
	e tua grande virtude estenderá
		as garras
	à celebração do teu único
		invisível.

	quanto mais a gente muda
	mais a gente fica igual.
	igual ao que era estranho
		e diferente do mesmo
		da mesma cor
		o mesmo som
		¿ o outro mundo ?

	¿ não há que estar sozinho, a
		guiar uma matilha
		de lobos ferozes ?
	¿ há de vir algo do sol e do céu
	senão o que os antigos contam ?

	desabalada corrida, impetuoso
	astro cosmológico, desordena-te
	para não matares a todos de
		frio e fome...
	sê-de anarquista do fundo de
		tuas lavas e geleiras!
	¿ vais ao encontro de um ?
	um não te quer, a não ser
		que sejas múltiplo,
		no mínimo dois.

Mulher

Anúncios

Sobre hilam

Ainda em processo de construção humana, mesmo com mais de 40 anos de idade...

Publicado em 19/03/2007, em Poesia. Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. eu também…

  2. Nossah q Delicia, qro botar a miinha boka nessa buceta.. ¬¬

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: