Série Escatológica II

velho

VELHO

Volto a escrever para clarear o pensamento,
como pugna ingerente que descabela.
Torno à pena por imensa necessidade
de não gritar à rua minhas novas rugas.

É isso! Estou ficando velho e cansado,
ranços de melancolia me consomem.
Ainda me roem outros desejos insatisfeitos
e desgastam ainda mais meu estômago.

O vinho com que entabulo uma conversa
é meu único companheiro na desdita:
atrasa minha volta à realidade crua.

Num momento de impasse me grita: arre!
Não exasperes tua cerviz recôndita…
Espreita ainda melhor a beleza que te deixa!

Anúncios

Sobre hilam

Ainda em processo de construção humana, mesmo com mais de 40 anos de idade...

Publicado em 21/09/2006, em Poesia. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: