Panegírico

panegirico
Veja a criança brincar (a água da pia escorrendo);
o pano do circo vermelho rasgado.
Por todas as linhas e retas do mundo
os pincéis continuam registrando:
essa história, é o que é passado; presente.

Essa cadeia cinza que me rodeia,
retorno: visão que retorna; futuro!
A universalidade me faz seguidor.
é uma cadeia de ouro, é um espelho;
é um querer ser um pouco mais que limitações.

Hoje estou menos reticente e mais afirmativo.

Venham a mim as criancinhas
e eu procurarei fazê-las entender
que são, elas próprias, Deuses, sobre quem seus
primitivos pais tanto fantasiaram.

Vopoe eraéé h veqp, sou um ser da humanidade!

Anúncios

Sobre hilam

Ainda em processo de construção humana, mesmo com mais de 40 anos de idade...

Publicado em 19/08/2006, em Poesia. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: